Baixa renda supera elite na universidade

Os filhos da baixa renda dão o novo rosto às universidades brasileiras: somados, são 73,7% dos universitários, segundo o Data Popular. “Um contingente enorme que representa a primeira geração de suas famílias a obter um diploma de nível superior”, afirma Renato Meirelles, socio-diretor do instituto.

Uma as razões para a inclusão dessas jovens é o ProUni (Programa Universidade para Todos), que já atendeu 747 mil estudantes de baixa renda nos últimos seis anos.

Para Meirelles, que falou a “O Dia”, esses jovens tem a universidade como investimento pesado, mas que vale a pena. “A família vê no estudo a única chance de mudar as condições de vida”.

Outro dado do Data Popular é que por ter de trabalhar, a maior parte dos filhos da baixa renda prefira trabalhar à noite.

A faculdade era um sonho impossível que se tornou real. Chegou a nossa vez de estar nas universidades, ter as mesmas oportunidades e ocupar os espaços no mercado de trabalho onde só os ricos podiam.

Ronaldo Fonseca (universitário, 25 anos)

 

Anúncios

Uma resposta para “Baixa renda supera elite na universidade

  1. Temos de combater todas as formas de elitismo no mundo, principalmente a inteligência, pois nada é tão elitista quanto a inteligência. Temos o dever de investir maçicamente na mediocridade, para estarmos socialmente corretos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s